Bem-vindo, use nossas ferramentas de acessibilidade.
C C C C
A- A+
Por aí. /B.Cine.

3 séries para entender o racismo na sociedade

24 de julho de 2020
3 séries para entender o racismo na sociedade

Séries sobre racismo | “Essa nega é boa pra transar”, “Esconde o celular que aquele neguinho está olhando aqui”, “Não corto o cabelo com preto, pois tenho medo de encrespar”, “Você está preto de tanto tomar café”, “Parece um macaco”. Provavelmente, se você é branco, nunca ouviu esse tipo de afirmação. No entanto, essas e outras expressões são mais comuns do que imaginamos e aquilo que não parece racismo tem raízes muito mais profundas.

Quando é falado sobre racismo, a primeira ideia que se tem é em relação ao preconceito racial sofrido por negros, devido à cor de sua pele, mas vai além. O racismo continua vivo e podemos percebê-lo ao pensar na representação do negro nas telas, que os mostram como cômicos ou pobres. No caso das mulheres negras é ainda pior. Muitas vezes, é evidenciado apenas seu aspecto físico, a beleza, reforçando não só a questão racial, mas também o machismo e sexismo.

Todos nós somos racistas, pois nascemos em uma sociedade racista e dela replicamos o discurso. Uma forma de analisar como esse fenômeno ainda se faz presente é pensar no Racismo Institucional. Esse tipo situação consiste em qualquer sistema de desigualdade no tratamento do negro em relação ao branco. Portanto, pode ocorrer em qualquer instituição, seja em órgãos públicos governamentais, corporações empresariais privadas e universidades.

Outra forma de avaliar e evidenciar o racismo na sociedade é por meio do chamado Racismo Estrutural. Essa é uma forma de racismo ainda mais perigosa, pois é difícil de ser detectada. Aqui, se trata de um conjunto de práticas, hábitos, situações e falas embutidos em nossos costumes e que promove, direta ou indiretamente, o preconceito racial. Um exemplo disso é o acesso de negros a locais que foram, por muito tempo, exclusivos de brancos, como universidades ou grandes corporações.

Falas e hábitos pejorativos também reforçam essa forma de racismo, pois promovem a exclusão e o preconceito mesmo que indiretamente. Isso acontece quando usamos expressões racistas, mesmo sem saber sua etimologia ou origem, como a palavra “denegrir”, “o lado negro da força”, “magia negra” ou “a coisa está preta”.

Com o objetivo de ajudar você a repensar as questões do racismo em nossa sociedade, separamos 3 séries que prometem abrir seus olhos. Confira abaixo:

1) Madame C.J Walker

A primeira da lista de séries sobre racismo é “Madame C.J Walker”. A produção é de 2020, possui 1 temporada e 4 episódios. A trama mostra a vida da ativista social Madam C.J. Walker (Octavia Spencer). Ela foi a primeira mulher milionária dos Estados Unidos a conquistar a própria fortuna. Todo seu sucesso aconteceu por meio de uma linha de produtos capilares e cosméticos para mulheres negras. Se para o branco atingir o sucesso é difícil, para o negro é duas vezes mais, pois ele tem que lidar não só com a questão da oportunidade, mas também com o preconceito. A série, portanto, evidencia a discriminação racial, a segregação e o tratamento aos negros no país.

séries sobre racismo

2) Olhos Que Condenam

A série é de 2019 e conta com 1 temporada e 4 episódios. Na história, cinco jovens negros do Harlem são injustamente acusados de estuprarem uma mulher no Central Park. Eles são inocentados muitos anos depois, após evidências de DNA comprovaram que o grupo não estava conectado ao crime contra Trisha Meili. A obra deixa claro o quanto a América (do norte e latina) é racista. Além disso, mostra que a Justiça também insiste em dar tratamentos diferenciados para brancos, pretos e pardos.

3) Todo Mundo Odeia o Chris

A série é de 2005 e conta com 4 temporadas e 88 episódios. A história mostra a família Rock entre os anos de 1982 até 1987, com o foco no menino Chris (Tyler James Williams). Chris vive situações corriqueiras da vida de um adolescente e estuda no Corleone Junior High School. No colégio, ele é o único aluno negro, situação que o vitimiza durante todo seu tempo lá. Apesar de cômica, a série mostra questões importantes sobre racismo institucional e estrutural, ainda presentes na sociedade.

séries sobre racismo

Se você gostou das séries sobre racismo, confira também: Dia Nacional do Cinema: séries brasileiras que precisam ser assistidas

Blender Barbosa

Baixe o e-book e saiba mais sobre.