Bem-vindo, use nossas ferramentas de acessibilidade.
C C C C
A- A+
Por aí. /Agenda.

Roda de conversa aborda questões de gênero na dança

“Os Abraços que queremos: Roda de Conversa sobre papéis de gênero nas danças de salão” acontece na segunda-feira, dia 15/03, e está com inscrições abertas e gratuitas

11 de março de 2021
Roda de conversa aborda questões de gênero na dança

As danças sociais, popularmente conhecidas por Danças de Salão, constroem e refletem as transformações que vivemos como – e em – sociedade. Diante da necessidade de se pensar sobre um ambiente mais saudável para esta prática, a Trupe do Salão Cia de Dança promove a ação “Os Abraços que queremos: Roda de Conversa sobre papéis de gênero nas danças de salão”, que acontece de forma online e gratuita na próxima segunda-feira (15/03), a partir das 19h. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas via formulário online.

A Roda

O ano de 2020 trouxe mudanças inimagináveis aos profissionais das artes. Quase que de repente, artistas precisaram deixar de lado planejamentos voltados aos palcos para avaliar novas propostas e organizar pensamentos. Assim, em todo o país, surgiu um movimento forte de debates, conversas e reflexões vinculadas aos desdobramentos dos papéis de gênero, especificamente dentro das danças de salão.

O fervilhar das ideias e a necessidade de buscar mais inclusão através do diálogo foi o impulso para “Os Abraços que queremos: Roda de Conversa sobre papéis de gênero nas danças de salão”, atividade realizada pela Trupe do Salão Cia de Dança e idealizada pela produtora Thamara Fagury. “Vivemos num contexto em que buscamos mais diversidade e inclusão na dança em todos os sentidos, repudiando qualquer tipo de ação misógina. Por isso acreditamos que dialogar sobre o tema é de extrema importância para dar embasamento às nossas práticas dentro das salas de aulas e bailes de dança. Estamos preparando um encontro de reflexão e acolhimento”, comenta a produtora.

Participantes

Para conduzir a Roda de Conversa e acolher as reflexões, estão quatro profissionais da dança de salão: a mestranda em Comunicação, Mídia e Cultura (UFG), professora e dançarina Ana Júlia Carrijo; a  atriz, dançarina, mascareira, arte educadora e  preparadora cênica Renata Ghizzi; e o acadêmico em Educação Física (UEG) e dançarino Yuri Ogrinho. Os três são integrantes da Trupe do Salão Cia de Dança (GO) e vão conversar sobre o campo das danças sociais em Goiânia, abordando o contexto de ensino e prática, e ainda novas perspectivas de pesquisas, trabalhos artísticos e oportunidades.

E como convidada especial deste projeto, Fabiana Dias (MG) vai analisar o contexto social da dança de salão a partir de referências antropológicas. Fabiana é bailarina, coreógrafa e professora, ministra, desde 2018, a palestra: “Reflexões sobre Dança de Salão, Binarismo de Gênero e Heteronormatividade”, que traz conceitos da Teoria de Gênero da Antropologia para provocar reflexões sobre o machismo no meio da dança de salão. Iniciou seus estudos em 1991, com especialização em dança de salão e já se apresentou em diversos festivais e teatros do Brasil e exterior, como: Jacob´s Pillow Dance Festival (EUA), Maison de la Danse (França), The Joyce Theatre (NY – EUA). 

Inscrição

A inscrição para participar da Roda de Conversa “Os Abraços que Queremos” é gratuita e realizada a partir de um formulário online, que fica disponível até a data do evento. Essa é uma atividade que tem apoio do Auxílio de Emergência à Cultura, Lei Aldir Blanc, pela Secretaria Municipal de Cultura de Goiânia (Secult Goiânia).

 

Serviço: “Os Abraços que queremos: Roda de Conversa sobre papéis de gênero nas danças de salão”

Quando: Segunda feira, 15/03/2021

Horário: 19h às 21h30

Encontro online: Link será encaminhado para o email cadastrado na inscrição

Inscrições gratuitas: http://bit.ly/osabracosquequeremos

Instagram: @garibaldi.danca

Texto: Assessoria/Thamara Fagury

Kalyne Menezes

Sou fundadora e produtora do Antes do Ponto Final. Jornalista, escritora e pesquisadora. Gosto de escrever, falo no podcast e apareço no vídeo para contar histórias de pessoas e lugares, de diferentes maneiras. Também gosto de ir atrás das relações entre Comunicação, Cultura, Cidadania e pessoas com foco no que é social e coletivo.

Baixe o e-book e saiba mais sobre.