Bem-vindo, use nossas ferramentas de acessibilidade.
C C C C
A- A+
Por aí. /Agenda da Cidade.

Música de Marco Vilane gravada coletivamente durante a quarentena com 29 vozes traz o calor e a ternura do abraço

A gravação reúne mais de 40 artistas. São 29 vozes de nomes da cena musical contemporânea e 10 instrumentistas, além de técnicos profissionais.

5 de agosto de 2020
Música de Marco Vilane gravada coletivamente durante a quarentena com 29 vozes traz o calor e a ternura do abraço

Parte dos artistas no vídeo (YouTube).

O cantor e compositor Marco Vilane lança o single “O Que Não Vai Faltar É Abraço”, parceria com Alex Sant’anna, cujo vídeo no YouTube já soma mais de 93 mil visualizações, em duas semanas no ar. A produção musical é assinada por Vilane e Webster Santos.

Realizada durante a quarentena, devido à pandemia do novo coronavírus, a gravação reúne mais de 40 artistas. São 29 vozes de nomes da cena musical contemporânea e 10 instrumentistas, além de técnicos profissionais.

“Quando iniciou o período de quarentena, afastei-me um pouco das redes sociais e sumiu de mim a vontade de escrever, cantar, compor… Fui buscando o encaixe possível dentro do novo modelo”. Vilane conta que seu silêncio durou três semanas e logo surgiram os primeiros rabiscos de “O Que Não Vai Faltar É Abraço”, os quais enviou ao parceiro Alex Sant’anna, e a canção nasceu a partir de trocas pelo WhatsApp. “A ideia da produção coletiva veio a seguir, como um abraço maior, uma corrente, uma grande roda. E a adesão dos artistas convidados foi praticamente unânime”, conta ele.

Marcelo Villanova assumiu a direção, edição e montagem do videoclipe que traz todos os cantores, cada um em sua casa, onde captaram suas próprias imagens. Cenas lúdicas em atividades cotidianas se alternam com outras, cantando ou tocando algum instrumento, enquanto a emoção vem em coro no refrão: “Quando isso tudo passar / o que não vai faltar é abraço”.

A partir de uma voz guia, os cantores gravaram a música. São eles: Thamires Tannous, Marco Vilane, Isabela Moraes, Nô Stopa, Kleber Albuquerque, Aliesk Perez, Daniel Conti, Carlos Navas, Socorro Lira, Adolar Marin, Andrea Costalima, Diane Veloso, Alex Sant’anna, Danilo Moraes, Jota Erre, Júlico, Matheus Sartori, Sganza, Lincoln Aguiar, Nuno Menezes, Katya Teixeira, Jessé Santo, Pedro Bienemann, Sandy Alê, Lilian Menezes, Kika Carvalho, Bruna Cecci, Jean Mafra e Selma Fernandes.

E o instrumental conta com Tércio Guimarães (flauta), Eric Budney (baixo), João Sobral (vassonora), Danilo Santana (teclados), Leo Airplane (acordeom), Charles Raszl (percussão corporal), André Venegas (percussão corporal), Bruno Marques (bateria / MPC) e Jota Erre (percussão), além do próprio diretor musical Webster Santos (violão).

A canção, que já foi interpretada recentemente por Leila Pinheiro em sua live, emocionou a todos os envolvidos (voluntariamente) e promete continuar emocionando quem a escutar ou assistir ao vídeo, onde é possível perceber cada inspiração, cada olhar, cada envolvimento pessoal e espontâneo. “O que começou como um vídeo entre amigos ganhou dimensões que não pensávamos, com acabamento leve, delicado como a canção, aconchegante como um abraço”, finaliza Marco Vilane.

Baiano de Jequié, Marco Vilane é cantor, compositor, violonista e contador de causos. Sua trajetória é marcada por prêmios, festivais, shows pelo país e três discos lançados – Avesso (2002, Velas), Coisa Alguma (2006, Básico) e Varal Diverso (2012, Por do Som). Atualmente, dedica-se ao lançamento do EP ao vivo Tudo em Seu Lugar, uma singela abordagem sobre o tempo e as formas de usá-lo, produzido por Webster Santos. As faixas do novo trabalho, apresentadas no formato single, são autorais em parceria com Kleber Albuquerque, Alex Sant’anna, Leo Nogueira e Paulo César Carvalho, entre outros.

Letra – “O que Não Vai Faltar É Abraço”: Vai dar pra sentir saudade / Dá pra regar as plantas / Dá pra replantar as esperanças / Vai dar pra pensar na vida / A tarde é tão comprida / Aqui por entre os muros no quintal / Olhar sem ver saída / Despir a despedida / Da vida conhecida por normal / Vai dar pra planejar encontros / Dá pra ligar os pontos / Da pra procurar sorrisos desbotados / Da pra requentar histórias / Dá pra ignorar memórias / Dá pra colorir o tempo já fechado / Olhar sem ver saída / Despir a despedida / Da vida conhecida por normal / Depois que o tempo passar / For sacudida a poeira / Nas voltas que o mundo dá / Vai que cai na sexta-feira / Deixa essa gira girar / Ela é que guia o compasso / Quando isso tudo passar / O que não vai faltar é abraço.

Lançamento/single: “O Que Não Vai Faltar É Abraço”

Artista: Marco Vilane

Autoria: Marco Vilane e Alex Sant’anna

Selo: Por do Som – http://www.pordosom.com.br | @pordosom

Disponível em todas as plataformas digitais.

https://open.spotify.com/track/70mCmXf2hPsv9bD7AKCg7Q?si=3sSQI-tfTvumCy_2d9lwvQ

https://www.marcovilane.com.br | Nas redes @marcovilane

 

“O que Não Vai Faltar É Abraço” – https://youtu.be/TMQl1nRRNvo

 

Texto e imagens: Assessoria de imprensa – VERBENA COMUNICAÇÃO

Redação Antes do Ponto Final

Baixe o e-book e saiba mais sobre.