Bem-vindo, use nossas ferramentas de acessibilidade.
C C C C
A- A+
Por aí. /Agenda.

Em espetáculo de Fernando Lyra Jr. cadeira de rodas não é limite para imaginação na hora do recreio

Espetáculo tem ingressos grátis, tradução em Libras e recurso de audiodescrição.

13 de maio de 2021
Em espetáculo de Fernando Lyra Jr. cadeira de  rodas não é limite para imaginação na hora do recreio

Divulgação.

O espetáculo infantil Hora do Recreio, com texto e direção de Fernando Lyra Jr., estreiou no dia 22 de maio, sábado, às 16h. Os ingressos são grátis, disponíveis pela plataforma Sympla.

A montagem conta a história de Guilherme, um garoto cadeirante, interpretado por Luciano Brandão, que transforma a falta de acessibilidade na escola em uma grande e divertida aventura dentro da sala de aula, na hora do recreio.

O espetáculo, cuja temporada de seis apresentações segue até o dia 30 de maio com sessões aos sábados, às 16h, e domingos, às 11h e às 16h, tem cenário e figurino assinados por Kléber Montanheiro, iluminação de Fran Barros e direção de produção de Fábio Hilst.

Hora do Recreio é uma montagem carregada de humor e descontração. No enredo, Guilherme – um menino travesso com a mente plena de imaginação – não vê a hora das rampas de acesso da sua escola ficarem prontas para, enfim, descer para o pátio pilotando sua cadeira de rodas, a toda velocidade como um carro de corridas, e aproveitar o tempo de lazer com os colegas. Mas, enquanto sua mobilidade está restrita, ele aproveita o seu recreio “particular” para sonhar e se aventurar usando a fantasia.

Ele compartilha suas histórias e seus sonhos com a plateia, transformando o ambiente, aparentemente limitado, da sala de aula em um universo sem fronteiras para a magia, cheio de brincadeiras e muitas histórias. Tudo à sua volta se transforma em amigos imaginários e brinquedos inusitados. Fernando Lyra Jr. usa a técnica de teatro de objetos para dar movimento à encenação, transformando os materiais e objetos da sala de aula em qualquer coisa que a personagem fantasiar.

Junto com o inseparável amigo Barbosa (a caveira da aula de ciências), Guilherme conta cada história engraçada! Tem a da menina que corria demais e acaba caindo em um buraco, a do cachorro que queria ser tartaruga e até a vez em que ele foi raptado por extraterrestres. Guilherme ainda se transforma em um apresentador de TV que narra o pouso do foguete “lápis” no planeta “maçã”; e, como bom adepto das travessuras, ele também conta como foi quando grudou chiclete no banheiro e acabou suspenso, motivo de comemoração por ter sido tratado como qualquer outra criança da escola.

Entre uma história e outra, entre uma mordida e outra no sanduba da lancheira, ele imagina e projeta sua cadeira-de-rodas-foguete-supersônica-espacial – com retrovisores, estepe, esticador de pernas e jato de água para espantar cachorro: uma cadeira que voa com a qual pretende chegar mais rápido aos lugares e explorar outros universos. Isso enquanto o sinal não tocar avisando que o recreio acabou e é hora de “voltar para a sala de aula”.

Hora do Recreio apresenta a criança cadeirante pelo ponto de vista dela própria, mostrando que a diferença está no olhar do outros. Guilherme só quer se divertir e levar a vida como os garotos da sua idade, sem olhares de pena e sem melindres”, comenta o diretor. “A reflexão está na aceitação da diferença com naturalidade. O único momento que expõe sua vulnerabilidade é uma cena também comovente, quando ele quase cai da cadeira. Estando sozinho no ambiente, ele teria dificuldade para voltar a ela se caísse no chão”, finaliza Fernando Lyra Jr..

FICHA TÉCNICA – Texto e direção: Fernando Lyra Jr.. Elenco: Luciano Brandão. Direção de produção: Fábio Hilst. Cenário e figurino: Kleber Montanheiro. Assistência de cenografia e confecção de adereços: Marcos Valadão. Assistência de figurino: Thaís Boneville. Desenho de luz: Fran Barros. Música original e efeitos: Fernando Zuben. Cenotecnia: Evas Carretero. Costura: Ray Lopes. Contrarregragem: Lucas Andrade. Operação de som: Rodrigo Florentino. Tradução em Libras: Karina Zonzini. Audiodescrição: Rosa Matsushita (roteiro), Edgar Jacques (consultoria) e Thonny Cavaglieri (locução). Equipe de vídeo: Giovanni Baroni, Gustavo Bricks, Henrique Natálio e Isabella Melo. Fotos: Jeferson Medrado. Design gráfico e mídias sociais: Ton Prado. Assessoria de imprensa: Eliane Verbena. Idealização e produção: Três no Tapa Produções Artísticas. Realização: Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, via ProAC Expresso LAB, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Espetáculo infantil: Hora do Recreio

De 22 a 30 de maio – sábado (16h) e domingo (11h e 16h)

Grátis – Ingressos pelo Sympla

https://www.sympla.com.br/

Link de acesso disponibilizado após confirmação do ingresso.

Duração: 45 minutos. Classificação: Livre (indicação – a partir de 4 anos)

Com tradução em Libras e Audiodescrição.

Texto e fotos: Verbena Comunicação.

Redação Antes do Ponto Final

Baixe o e-book e saiba mais sobre.