Bem-vindo, use nossas ferramentas de acessibilidade.
C C C C
A- A+
Por aí. /Nossa Agenda.

Você já pensou em fazer um detox digital?

“Nenhuma quantidade de ansiedade poderá fazer diferença em algo que virá a acontecer.” – Alan Watts

25 de julho de 2020
Você já pensou em fazer um detox digital?

Imagem: Instagram/Reprodução Calob Castellon

Ao longo dos últimos anos passamos por uma jornada de profunda transformação digital. Nunca na história da humanidade uma tecnologia criou tantas conexões em tão pouco tempo. A imersão digital que vivemos hoje é um desafio e ocupa boa parte do nosso tempo. Estima-se que no Brasil, 7 em cada 10 brasileiros estão conectados à internet.

A tecnologia que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios e da educação provocou mudanças na forma como consumimos, comunicamos e nos relacionamos. Tem interferido também na nossa relação com a cultura, um bom exemplo têm sido as lives e o Brasil, mais uma vez, é o campeão na produção e no acesso de shows pela internet durante a pandemia.

Embora a tecnologia tenha um lado bastante positivo, principalmente nesse período que não podemos encontrar e abraçar as pessoas como fazíamos antes, muitas vezes o número de aplicativos de celular e a quantidade de notificações que recebemos no WhatsApp, Facebook, Instagram ou similares podem se perder no nosso dia a dia.

Como você tem lidado com isso? Já ao menos parou pra pensar?.Se você não tem a resposta, você pode não estar dando atenção a alguns aspectos importantes da sua vida que podem merecer uma maior atenção. A tecnologia e as redes sociais vieram pra ficar, mas é importante também ter tempo e espaço para outras atividades, que pode incluir ver um filme, ler um livro, conversar com a família ou simplesmente curtir um ócio criativo.

Você já demorou tanto para se decidir sobre algo e quando se deu conta era tarde demais?

Imagem: Instagram/Reprodução Rolands Zilvinskis

A sensação de ter perdido uma grande oportunidade é frustrante, e quando vemos que isso aconteceu por uma dispersão, como uso excessivo de redes sociais, pode ser desolador. Calma, não estou dizendo que as redes sociais não podem ser positivas, e são. Apenas que precisamos também pesar na balança nossas prioridades. E acho que a pandemia tem nos levado a esse questionamento e a ver o que antes não conseguimos enxergar.

Desse modo, tudo o que você precisa fazer é começar. Nós seres humanos temos a habilidade de projetar novos futuros e aprendemos a criar experiências e interações reais que agregam valor no campo pessoal, profissional ou qualquer área da vida.

Aproveite o máximo do seu tempo de forma mais produtiva e criativa. De que forma? Um bom começo é reorganizar sua vida social, pessoal e profissional.

A  vida real além da tela do celular 

Diante da realidade virtual a pessoa pode ficar irreconhecível, com um filtro do aplicativo celular é possível mudar o corpo, o rosto, o cabelo, a cor dos olhos, tampar uma imperfeição do ambiente de fundo, e outras coisas mais. Nós sabemos que existem vários recursos de manipulação, mas também o quanto é importante uma conexão que vai além da tela do celular e das aparências. Tem crescido, inclusive, inúmeros projetos nas redes sociais que discutem os padrões de beleza, os problemas nas redes sociais que, certa forma, estendem para dentro delas problemas que temos na nossa sociedade: machismo, racismo, homofobia, preconceitos e outros.

Embora haja esse movimento nas redes, também pode ser importante a gente ter um “detox digital” começando por ter um tempo longe de todas as notificações e olhar um pouco para dentro de nós, conhecer o que queremos, como somos, o que gostamos, o que queremos mudar também. A Kalyne aqui do projeto já fez isso, e especialmente numa fase que precisa se dedicar a alguma coisa muito importante ela tira um tempo das redes sociais.

Então, veja se você precisa deste detox e desative por um tempo indeterminado todas as contas nas redes sociais. Não precisa deletar, pode só silenciar as notificações do celular ou redes sociais, e minha dica é que você se prepare para mudar seu pensamento, maneiras de olhar o mundo, trabalhar sua autoestima, pensar na qualidade de vida que deseja ter e outros pontos de mudança para que os resultados aconteçam e após do detox você volte com uma visão diferente sobre si mesmo e sobre as redes.

Reforço, minha sugestão não parte de uma visão pessimista. Não podemos negar a utilidade das redes sociais para algumas questões e ao fato de que as redes sociais conseguem alcançar diferentes públicos e culturas. No entanto, de tempo em tempo uma nova rede social é lançada. Não dá para citar aqui todas elas, mas o sucesso é tão grande, que acaba conquistando milhões de adeptos em todo o mundo. E se você se deixar consumir por elas pode perder parte do ao vivo aqui do lado de fora, aumentar seu stress no dia a dia. E esse exercício de “desintoxicação digital” pode ser uma boa oportunidade de rever alguns hábitos e introduzir outros, afinal são pequenos gestos todos os dias que se tornam hábitos.

Se você quiser embarcar nessa comigo eu tenho algumas dicas:

✔ Identifique quais sãos os tipos de redes disponíveis que esgotam seu tempo;

✔ Desative os alertas para cada marcação que você configurar;

✔ Desligue todas as notificações de marcação, comentários em postagens, pedidos de amizade, postagens em grupo e entre outros;

✔ Coloque o seu celular no modo “não pertube”;

✔ Silencie temporariamente todas as notificações ou alertas de aplicativos específicos;

✔ Reduza os avisos de apps no Android ou iOS;

✔ Reduza o volume que você recebe de notificações durante o dia;

✔ Permita apenas os alertas que são realmente importantes para você;

Não é fácil, nem simples, mas pode ser bacana para fazer outras coisas que nos dão prazer e que não conseguimos por termos nosso tempo “sugado” demais por essas redes. Que a rede social siga a nosso favor, nos aproximando do que queremos e, principalmente, de quem queremos.

E aí, você vai ter uma experiência de “detox digital”? Se sim, me conta depois?

E esta mensagem fizer sentido para você, encaminhe para o máximo de pessoas que você conhece para abrir a visão de mais gente sobre isso.

Envie comentários, elogios, críticas, dúvidas ou sugestões para stelamarisfp@gmail.com

 

 

Stela Maris

Baixe o e-book e saiba mais sobre.